Posso fazer Vasectomia pelo Plano de Saúde?

25 de novembro de 2021

Plano de Saúde

A chegada de um filho é motivo de muita alegria, porém, também significa um considerável aumento nas despesas. Em certo momento da vida, a maioria dos casais decide fechar a fábrica e nesse cenário, tanto a vasectomia quanto a laqueadura são opções bastante consideradas para o planejamento familiar.

A cirurgia de vasectomia é realizada para impedir o homem de ter filhos. O procedimento interrompe a circulação dos espermatozoides produzidos pelos testículos, tornando o paciente infértil, sem alterar em nada sua vida sexual. Entre outras dúvidas, muitas pessoas se perguntam se o plano de saúde cobre vasectomia.

Entenda o que é a vasectomia

A vasectomia é o método mais efetivo de contracepção masculina, com uma taxa de sucesso bem alta. O procedimento é bem simples, seguro, não invasivo e pode ser feito no próprio consultório médico.

Utiliza-se anestesia local, costuma levar menos de uma hora, não requer internação e o paciente tem alta no mesmo dia.A recuperação dura em média duas semanas, onde é possível haver leve desconforto e inchaço, que podem ser controlados com medicamento.

O objetivo dessa pequena cirurgia é fechar os canais responsáveis por conduzir os espermatozoides e impedindo de chegar na uretra para serem ejaculados. O mais importante é que a vasectomia não altera em nada a virilidade, libido e ejaculação, não causando nenhum prejuízo à saúde sexual.

Como solicitar vasectomia pelo plano de saúde

Muito procurada para planejamento familiar, a vasectomia é coberta pelo plano de saúde. Todo convênio cobre vasectomia, mas o procedimento conta com uma série de etapas para a liberação da cirurgia, dependendo de cada operadora. É preciso marcar uma consulta com um urologista e verificar o período de carência.

A vasectomia pode ser feita por qualquer homem maior de 25 anos ou com pelo menos dois filhos vivos. É exigido um prazo mínimo de 60 dias entre a manifestação da vontade e o ato cirúrgico, registrado em documento escrito e firmado. Se a pessoa for casada, ambos os cônjuges devem registrar o consentimento para a intervenção.

 

Vale a pena fazer vasectomia pelo plano de saúde?

Embora seja coberto pelo SUS, vale muito mais a pena fazer vasectomia pelo plano de saúde devido a agilidade no processo. A rede pública de saúde sofre pela alta demanda, que acaba gerando um tempo de espera maior para a realização de qualquer cirurgia.

Já que é possível fazer vasectomia pelo plano de saúde, o melhor é aproveitar. Além da própria cirurgia de vasectomia convênio cobre, é muito bom contar com acesso a consultas e exames, com a garantia de qualidade no atendimento médico e podendo ser acompanhado por um profissional de confiança.

É possível reverter a vasectomia?

Sim, é possível reverter a vasectomia, porém, a cirurgia é mais complicada. Nem todos os homens recuperam a capacidade de gerar um filho biológico após a vasectomia, por isso mesmo existe todo um protocolo exigido para que os homens pensem muito antes de tomar essa decisão. Para saber se seu plano de saúde cobre reversão de vasectomia, consulte-nos aqui na Rotta Planos de Saúde.

Para reverter a vasectomia, quanto antes a pessoa tomar essa decisão, melhor. O sucesso da cirurgia para reversão de vasectomia varia de uma pessoa para outra e quanto mais tempo de cirurgia, menores são as chances de sucesso. Geralmente, a reversão da vasectomia é indicada quando a primeira cirurgia foi feita há menos de 14 anos, pois as chances de obter sucesso são maiores. Além disso, também é indicado quando a companheira não apresenta problema de fertilidade.

Verdades sobre a vasectomia

  • A vasectomia é simples, segura e eficaz;
  • Plano cobre vasectomia;
  • Vasectomia não causa impotência sexual ou dificuldades de ereção, nem afeta a libido, pois a cirurgia não interfere nos nervos;
  • Não há risco aumentado de desenvolver câncer;
  • Não aumenta o risco de doenças do coração;
  • O procedimento de vasectomia não interfere no desejo sexual, na produção e nem na circulação dos hormônios sexuais masculinos, como a testosterona;
  • A vasectomia não interfere na função prostática, ou seja, não altera a quantidade de sêmen ejaculado;
  • Tecnicamente, a vasectomia é reversível, porém, a taxa de sucesso na cirurgia de reversão varia bastante de um caso para outro;
  • Não protege contra as infecções sexualmente transmissíveis, portanto o uso de preservativo nas relações continua sendo recomendado;
  • Ter um plano de saúde é fundamental para os cuidados com a saúde do homem.

Vasectomia pode até melhorar a vida sexual do homem

Por falta de informação, muitos homens resistem em fazer a vasectomia por medo de ficarem impotentes. Porém, não há qualquer relação entre virilidade e esterilidade. Na verdade, ao contrário dessa crença equivocada, a libido do homem que faz vasectomia tende a melhorar, pois ele passa a fazer sexo sem preocupação.

Não deixe de cuidar da sua saúde, ainda mais agora que você sabe que a vasectomia é coberta pelo convênio e está amparada na lei de planejamento familiar. Fale conosco aqui na Rotta e encontre o melhor plano de saúde para suas necessidades.

 


Deixe um Comentário



Open chat